Bio

Nelson Manoel

É Brasileiro e natural do Rio de Janeiro, onde mora e tem seu ateliê.

 

"Comecei a estudar pintura e desenho aos oito anos de idade na Sociedade Brasileira de Belas Artes com o Prof. Antenor Finatti, um pintor de cenas de cais e marinhas. Seus quadros de tons fortes com linhas marcando os contornos e largas áreas de tinta espessa, foram minhas primeiras referencias.

Aos doze anos descobri a pintura moderna e seus movimentos. Os Impressionistas, o Surrealismo, e principalmente o Cubismo passaram a exercer grande influencia sobre mim nessa época. Picasso, Miró, Klee, Braque passam a ser minhas referencias, especialmente Klee e suas aquarelas.

De 1977 a 1979 volto a estudar desenho na Sociedade Brasileira de Belas Artes.

 A partir de um desenho de 1977, intitulado “O Pintor Vestido de Arlequim”, nasce um personagem chamado de “O Pintor” ou apenas “O Personagem” que se torna um alter ego, através do qual inicio uma pesquisa sobre a linha e o traço descrevendo meus estados emocionais e energéticos.
Os trabalhos desse período (anos 70) são basicamente desenhos a nanquim, algumas aquarelas e quadros a óleo. Nos dois anos seguintes participo de meus primeiros salões.

 

1985 – EAV

Em 1985 entro para a Escola de Artes Visuais do Parque Lage no curso de pintura, com o Prof. Charles Watson, que viria a ser meu principal professor durante esse período. Nas aulas éramos levados através de uma série de estratégias a nos tornar conscientes de nossos vícios de pintura... Os primeiros dias de aula foram destinados a aprendermos a fazer um chassi desde o zero. Não por acaso, no decorrer desse ano, acabo entendendo o espaço pictórico como algo que é construído.
Estimulado pelos textos dados no curso, pela descoberta de novos artistas e pela própria linha de trabalho do meu professor, surgem pequenas esculturas pintadas feitas de madeira e em seguida, esculturas maiores. Com o quadro Solid State, tem inicio uma nova figuração, voltada para construção do espaço pictórico através do uso de formas básicas de desenho. Essa figuração começa a refletir os objetos de madeira, as esculturas e a sobreposição de planos das assemblages.
Artistas como Frank Stela, Kurt Schwitters, Philip Guston se tornaram referencias importantes contribuindo para a concepção dessa ideia de um espaço construído, que vai além da superfície da tela.

Foram seis anos de estudos EAV, vários salões, coletivas e três exposições individuais. A produção dessa época transitava entre telas em acrílico, esculturas em isopor, esculturas em madeira e assemblages.

Em 1992 fiz minha ultima exposição individual na Pequena Galeria do Centro Cultural Candido Mendes na Praça XV – Rio de Janeiro, “Retrospectiva 1984 – 1993”.

2013

A partir de 2013 passei a fazer experiências com pintura digital, em 2016 me matriculo no Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica, como uma forma de me reaproximar da discussão artística e de voltar meu olhar para meu próprio trabalho.
Que questões em meu trabalho permanecem relevantes hoje?

Meus trabalhos recentes transitam por questões ligadas a pintura e escultura e ao que acontece quando a fronteira entre essas duas praticas começam a se romper. Algumas vezes o desenho saí da tela e acaba se concretizando como escultura, por outro lado, meu interesse pela manipulação digital de imagens, me levou a trabalhar sobre fotos dos objetos que construo, fazendo o percurso inverso, quando um objeto ou escultura é levado para dentro de um suporte

bidimensional .
Os diálogos entre esses espaços, pictórico e escultórico, são a poética do meu trabalho e me permitem continuar investigando questões que são fundamentais para mim e descobrir seus desdobramentos possíveis no momento atual."

Curriculum

 

Individuais

 

1993

Realiza exposição individual “Retrospectiva 84 - 93” na Pequena Galeria do CENTRO CULTURAL CANDIDO MENDES – RJ.

 

1991

É convidado pelo CENTRO CULTURAL CANDIDO MENDES RJ para realizar a pintura de um mural site specfic permanente, chamado “ORGANOMAQUINICS”, nas instalações do CCCM, no prédio da Faculdade de Ipanema.

 

1990

Realiza exposição individual “PINTURAS E OBJETOS  na GRANDE GALERIA – CENTRO CULTURAL CANDIDO MENDES – RJ.


1989

Realiza a exposição Individual “NELSON MANOEL” na Biblioteca Publica Estadual do Rio de Janeiro.

 

1988

Realiza a exposição “Exemplos” no bar Botanic – RJ.

 

Coletivas

 

2017

Participa da exposição “CARPINTÁRIA PARA TODOS” na galeria CARPINTÁRIA – RJ.

com a instalação interativa “DMN – Desmagnetizador de Energias Negativas” e também com a performance “MAIS ALÉM DO CORPO”.

1987

Participa da METRO ART’S AUCTION na CHUCK LEVITAM GALLERY no SOHO em Nova York.

 

1986

Participa da exposição  “MUITO PINTURA” na ESCOLA DE ARTES VISUAIS do Parque Laje - EAV.

 

Salões

 

1990

Participa do SALÃO DE INVERNO DA UFRJ, realizado na Galeria da CAIXA ECONOMICA FEDERAL – RJ.

 

1980

Participa do IV SALÃO CARIOCA na categoria Desenho.

1979
Participa do III SALÃO CARIOCA na categoria Desenho.

 

Formação

 

2017
Frequenta o curso O PROCESSO CRIATIVO com o professor Charles Watson na ESCOLA DE ARTES VISUAIS do Parque Laje - EAV.

 

Participa como assistente e monitor na obra RISCO do artista Michel Groisman nas Cavalariças da ESCOLA DE ARTES DO PARQUE LAGE – EAV.

 

2016

Participa do projeto OFICINAS dentro do PROGRAMA de EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA PLATAFORMA DE EMERGÉNCIA, tendo frequentado o curso OFICINA DE HISTÓRIA E CRITICA (DE ARTE), ministrado por Sheila Cabo Geraldo no CENTRO MUNICIPALDE ARTE HÉLIO OITICICA – CMAHO.

Participa do projeto OFICINAS dentro do PROGRAMA de EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA  PLATAFORMA DE EMERGÉNCIA, tendo frequentado o curso OFICINAS DE INTERLOCUÇÕES Módulo 1 no  CENTRO MUNICIPALDE ARTE HÉLIO OITICICA – CMAHO.

 

1990

Frequenta o curso “O FALAR SOBRE ARTE” na E.A.V.

Prof. Reynaldo Roels Jr.

1989

Frequenta o Curso de Verão “Seis Projetos” na E.A.V.

Prof. Charles Watson.

 

1988

Frequenta o Núcleo de Pintura da ESCOLA DE ARTES

VISUAIS do Parque Laje com supervisão de vários professores.

 

1985 a 1987

Estuda na ESCOLA DE ARTES VISUAIS do Parque Lage

(EAV) frequentando o curso de Pintura Contemporânea.

Prof. Charles Watson.

 

1979
Formação em Desenho de Propaganda no SENAC – RJ

 

1977 a 1979

Volta a estudar Desenho Acadêmico na Sociedade Brasileira de Belas Artes.

 

1968 a 1971

Inicia seus estudos de desenho e pintura aos 8 anos de idade.

Estuda Desenho Acadêmico e Pintura a Óleo na Sociedade Brasileira de Belas Artes.

Prof. Antenor Finatti.

© 2018 - Nelson Manoel.